A Concordância nas Provas da FCC

Olá, amigos concursandos,

No nosso primeiro artigo, abordarei os principais casos de Concordância presentes nas provas  da FCC. Vale salientar que tais casos também têm predominância nas instituições Cespe e Esaf. Atenhamo-nos aos principais casos de concordância exigidos nas provas de Língua Portuguesa das principais bancas.

1. Regra Geral
O verbo deverá concordar com o sujeito em número e pessoa.
O grau de instrução dos processados, com certa segurança, se invocados os próprios dados governamentais acerca da pirâmide seletiva, permite induzir que a extração social dos envolvidos na resistência era predominantemente de classe média.

Neste caso, pode-se perceber que o verbo concorda com o sujeito em número e pessoa. Acreditem, amigos concursandos, a regra geral é a mais cobrada em provas de Língua Portuguesa dos concursos públicos.

2. O pronome SE apassivador
O verbo deverá concordar com o sujeito paciente em número e pessoa.
Em muitos casos de vandalismos, frequentes nessas manifestações, vê-se, na realidade, a ausência de um propósito político que possa conduzir o indivíduo a um patamar de reivindicação. O foco é tão somente agredir.
Diante desse cenário caótico, vislumbraram-se, mesmo sem o apoio maciço da mídia inicialmente, mudanças no cenário político, o que não foi adiante devido ao rumo equivocado que as manifestações tiveram.

Este caso específico é mais requente nas provas da FCC. Isso não quer dizer que não seja cobrado pelas outras instituições. São exigidos sim. Na FCC, é mais frequente.

3. Verbo Impessoal (HAVER)
O verbo deverá ficar no singular, não podendo se flexionar, salvo o verbo SER ao indicar tempo ou distância, pois poderá concordar com o predicativo.
O verbo HAVER no sentido de EXISTIR, ACONTECER e OCORRER deverá ficar no singular.
Não se poderia afirmar isso. No entanto, parece que há vantagens em ser corrupto neste país.

É importante perceber que o verbo HAVER no sentido de EXISTIR, ACONTECER e OCORRER torna-se impessoal, no entanto os verbos EXISTIR, ACONTECER e OCORRER são pessoais, devem concordar com o sujeito em número  e pessoa. Para que fique mais claro, devemos entender que o verbo HAVER é transitivo direto e os verbos EXISTIR, ACONTECER e OCORRER são intransitivos 

4. Coletivo + Substantivo no Plural
O verbo poderá concordar com o coletivo no partitivo, ficando no singular, ou com o substantivo no plural, ficando no plural.
A maioria
 dos manifestantes não participou de atos de vandalismo.
A maioria dos manifestantes não participaram de atos de vandalismo.

Observação
: havendo uma oração adjetiva, o verbo da subordinada deverá ficar no plural, já que o pronome relativo fará menção ao substantivo no plural.
A maioria dos manifestantesque gritavam palavra de ordem, não participaram de atos de vandalismo.

Este caso é muito comum nas provas do Cespe,  pelo simples fato de oferecer dupla possibilidade de concordância.

5. Cada um de nós / de vós / de vocês
O verbo deverá ficar no singular
Cada um dos manifestantes exigiu do governo mais transparência em sues investimentos.

Espero que tenha sido claro e conciso neste assunto. Assistam agora ao Artigo por Vídeo e reforcem o conhecimento. Vejam também como proceder na resolução das questões.

Um grande abraço
Bons estudos
Até o próximo artigo

Professor Marcelo Braga